terça-feira, 23 de junho de 2009

Vidinha

Achei essa poesia rabiscada em um caderno de quando eu cursava a universidade. Acredito que tenha sido em um dia bem tedioso, desses em que a gente conta mais desgraça que alegria. Ainda bem que, no meio de tudo, achei algo bom. Ela data de janeiro de 2002. Foi uma época bacana, de muitos sufocos e alegrias. Riqueza de experiência inigualável.
Essa veio do fundo do pâncreas e tem gosto de saudade!
Acredito que as palavras sempre vão me amparar.
Abraços!

Minha vida é um desafio:
Não sei cozinhar
Não falo inglês
Ando de ônibus
Sou muito alérgico
Sou estudante
Trabalho
Não sei pregar botão
Passo noites em claro
Economizo energia e telefone
Tenho um estetoscópio ruim
Detesto a faculdade em dois horários
Só durmo com quem não posso
Almoço com dois reais
E ainda sou gordinho
Meus pais são separados
Acho Natal e Ano Novo um saco
Leio horóscopo de jornal
Adoro uma cervejinha
Conheço tanta gente chata
Mas mesmo assim
Ainda faço poesia.

Angelo A. P. Nascimento
Postar um comentário
Related Posts with Thumbnails