quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Jusqu'à quand?


Eu já escrevi sobre quase tudo
Que diz respeito à você
Escrevi sobre os seus ombros
Seus olhos
Suas costas
Sua língua
Dedos e cabelos
Escrevi sobre o que eu toquei
E sobre o que eu não consegui tocar
Escrevi sobre as palavras trocadas
As carícias guardadas
As raivas desconcertadas
E sobre aquilo que ninguém nunca poderá usar
Escrevi sobre o inatingível
Sobre o amor feliz
E sobre o nosso amor falido
Escrevi sobre os escritos
E reescrevi os recortes
De tudo aquilo que hoje é isso

Eu já te escrevi de ponta a ponta
Do físico ao subjetivo
Do entendido ao desentendido
Do encontro ao desencontro
E do que ficou
Pelo meio do caminho

Entretanto você folheia sem fim
Dentro de mim
E eu continuo a escrever
Sem saber se sou lido
Se sou eu
Ou é você esse livro
De rascunhos
Cores
Amores
E desalinhos.

Angelo A. P. Nascimento
Postar um comentário
Related Posts with Thumbnails