sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Noite de lua



Este texto é de 06 de abril de 2000, da agenda que já comentei.


Noite de lua


Um dia desses, estava bebendo cerveja na lua, quando eu encontrei um amigo seu jogando cartas com as lunáticas. E então ele me contou tudo sobre você e sobre as coisas que você esconde além de sua agenda, atrás da tela do computador, dentro de sua cabeça. E ele foi honesto, como você sempre foi.

Queria que você tivesse nos visto... Bebendo e rindo como velhos amigos de colégio, como sempre fizemos. E ele falou sobre coisas também não feitas, como abraçar filhos antes de largá-los na escola, como decifrar gracejos que amantes trocam em sua própria língua. Falou até sobre o medo, porém sem nos temermos. Ele me apresentou seus amigos, um bando de duendes e fadas e nós tocamos violão durante toda noite lunar... Músicas que vamos lhe ensinar a gostar até o nascer da terra.

Aí, apostamos corrida até um cinema para assistirmos um filme que nos despertasse infâncias que se engavetaram com o passar da idade. Queria que você estivesse conosco para falarmos um monte de bobagem com a boca cheia de bolacha e para que eu pudesse ouvir novamente a melodia do seu riso.

Queria muito, mesmo...


Angelo A. P. Nascimento
Postar um comentário
Related Posts with Thumbnails