sábado, 2 de novembro de 2013

O claro e o escuro



Eu não estaria tão só
Se não fosse esse medo absurdo
Se o mundo tão tristonho
Não insistisse em ser tão soturno
Se todo despetalar
Não fosse me despedaçando
Se a dor não me dedilhasse
Avisando que está passando

Eu não seria tão só
Se você deixasse de ser sonho...

[Tudo tem o claro e o escuro
Seu corpo branco
E o profundo breu dos meus olhos]

Angelo Augusto Paula
Postar um comentário
Related Posts with Thumbnails