terça-feira, 11 de setembro de 2012

Sobre o medo das tempestades



A tempestade chegou
Vamos sair da janela
Vamos lá para dentro
Para a proteção dos nossos braços
Para o calor do cobertor

A tempestade
Me dá medo
Me dá um clássico horror
Sua trovoadas
E seus relâmpagos
Seus estrondos
Que interrompem os sonhos

Tem tempestade lá fora
Meu amor
Me dá sua mão
Acende a luz
Fica aqui
Estou com medo de dormir...

Angelo A. P. Nascimento
Postar um comentário
Related Posts with Thumbnails