sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Paraíso

Há algo errado no paraíso:
Há espuma de cerveja no lugar de cachoeiras
Há fumaça de cigarro no lugar de nuvens
Há maçãs podres pelo chão que piso
Ninguém nunca as mordeu
Mas há pecados nada originais por toda parte
Pecados tão comuns como qualquer erro fora do paraíso.

Há algo errado no meu paraíso:
Não há cobras, Eva ou Adão
Só eu existo
Numa multidão de silêncios
Em um vazio preenchido de carne insensível e branca.

Por favor,
Abram os portões do Éden para o infinito!

Há comprimidos no lugar de botões
Há sinistras guerras, gemidos e rojões!

Há loucos no meu paraíso!

Deus,
Tende piedade
E resgate-me ao fim de tudo...


Angelo A. P. Nascimento
Postar um comentário
Related Posts with Thumbnails