segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Recital



Todo mundo tem algo para contar
Arrisco-me a dizer que somos contistas
Escrever para quê?
Para contar de nosso amor
De nossa dor
De nosso espaço
De nossas incertezas
De nossas humanidades

Contamos tudo
Queremos um ouvido
Um coração amigo
Alguém que na infinidade
De qualquer desconhecido
Recite conosco essa vida
Que se escreve poesia.

Angelo A. P. Nascimento
Postar um comentário
Related Posts with Thumbnails